quinta-feira, 14 de julho de 2011

CONTO ERÓTICO - A PUTINHA GAGONA E O CORNINHO

Oi Gente eu sou a Lia esse é meu terceiro conto, sou morena tenho mais ou menos 1,65 pernas grossas uma bunda meio grande e arrebitada. 
Nesse conto eu vou relatar como foi minha primeira experiência com scat,  como eu ja disse tenho um namorado muito safado e que gosta de todos os tipos de fetiche né.Como ja relatei também a gente sempre adorou calcinha suja rsrsrsrsrs, e uma vez ele pediu pra eu mija na boca dele como nos estavamos bebados no dia eu fiz e foi uma delicia ele bebeu tudinho, e as vezes nas nossas fantasias ele sempre falava de me pegar suja deu cagar no pau dele e tals, na hora dava tesão mas nunca avia pensado realmente em fazer, até que um dia ele disse pra mim preparar algo novo para o fim de semana, nesse fim de semana a gente iria para um hotel para podermos ter mas privacidade, e como eu trabalho em dois empregos de sábado eu trabalho em um na parte da manha e outro na parte da tarde ate as sete horas da noite, então comecei a pensar em algo novo e me veio a mente esse desejo dele e comecei a bolar tudo e como ele sempre queria ser corninho tbm então decidi juntar as duas vontades do meu gostoso. 
Depois que sai do meus quando emprego meu namorado ja estava esperando no hotel e estava muito calor então pedi um moto taxi pra mim poder chegar logo ao hotel, no meio do caminho dei uma de louca e comecei a passar a mão no pau do motoqueiro e alisava bem gostoso, e pelo jeito ele tinha um cacetão enorme pois logo ficou duro na minha mão e ja fui indo logo ao ponto pois o caminho não era tão longo assim, ai comecei a tocar uma pra ele enquanto ele dirigia a moto e fui tocando bem gostoso aquele cacetão enorme na minha mão, e como motoqueiro estava com aquelas calças tipo de goleiro ficou facil, bati uma punheta gostosa pra ele até ele gozar na minha mão e eu num deixei cair nada para segura todo aquele leitinho e chegamos na porta do hotel como eu ja tinha pagado a corrida só dei tchauzinho pra ele e fui entrando escondendo a minha mãozinha cheia de porra então fui ao quarto e a porta estava aberta sem tranca sabe, entrei e meu corninho estava deitado na cama peladinho me esperando, então dei um beijo gostoso nele e ele perguntou se eu ia tomar banho ainda, e eu disse:
__Não não , hoje você vai me limpar toda e tenho ainda mais surpresinhas pra você meu gostoso corninho.
Na hora que ele ouviu isso deu uma suspirada e ficou louco de tesão e seu pau que ja estava dura ficou ainda mais com a cabeçona até pulsando ai cai de boca naquela pica gostosa, foi uma delicia estava maravilhosa aquele gostinho de melzinho saindo na minha boca, adoro, ai tirei minha camisa e meu sutiã e como eu tenho uns peitões muito grandes eu souo muito e acaba ficando um cheiro bem forte e bem suados, então afoguei ele nos meus peitões e nisso escondendo a mão com a porrinha do motoboy,  e flei assim pra ele: chupa esses peitões fididos e suados vai safados, não era assim que você queria seu porquinho, e olha o que eu tenho aki na minha mão corninho,.
Ai mostrei minha mão cheia de porra do motoqueiro e falei olha aki corninho a porra do meu amante, então comecei a lamber meus dedinhos com aquela porra maravilhosa escorrendo em meus dedos e eu engolia tudinho pra não disperdiçar, e meu namorado me olhando com uma cara de putinha desmamada, foi quando eu cheguei minha mão perto da boca dele  e falei vai senti o cheirinho do pau de outro homen vai safado e chupar o porrinha dele seu corninho, vai putinha.E ele chupou tudinho, foi ai que eu baixei minha calça e minha calcinha estava toda melada e amarelinha no meio e subiu aquele cheiro forte de urina com um pouco de merda pois avia trabalhado o dia todo e so tinha tomado banho de manhã e eu ainda avia ido ao banheiro cagar no serviço e fiquei sem limpar nada so pra dar um gostinho pro meu corninho, e ai deitei ele e mandei ele ficar paradinho e fui colocando minha bucetinha toda melada na cara dele e falava:
__vai safdo, chupa tudo, num era isso que vc queria uma buceta suja, então agora vc conseguiu uma buceta suja e ser corno no mesmo dia.
E ele ia chupando maravilhosamente bem e ia tocando uma punhetinha e derrepnte eu comecei a entrar no clima, eu que achava tudo aquilo um nojo estava começando a gostar de sentir o cheiro da minha bucetinha fedida na boca do meu macho, e ai fui e bejei os labios dele bem gostoso e falava que gostinho maravilhoso de buceta heim gostoso, ai depois disso fiquei de quatro pra ele e falei, vem meu gostoso, vem me lamber corninho, fui no banheiro hoje e nem me limpei so pra você limpar ele pra mim, meu cuzinho estava com um pouco de cabelo e ate com uns pedacinhos de merda nele e meu porquinho foi limpando tudinho certinho e não deixando nada pra traz, ai eu disse, vai cachorro soca essa pica nele agora que ele ta limpinho e lubrificado, e ele foi colocando de vagarzinho me arrebentando preguinha por preguinha e eu disse, soca tudo de uma vez vai me faz sofrer, me arregaça vai, e ele começou a bombar bem forte e gostoso e eu gritava feito louca com tudo aquilo, e ai derrepente eu soltei um peido sem querer no pau dele, e ele ficou louco de tesão, então comecei a forçar e a peidar mais e derrepente acabei cagando no pau dele, e começou a escorrer na barriga dele e no saco e eu estava louca de tesão, sentia um cheiro forte de sexo suor e merda, e sentia algo saindo e algo entrando em mim e parecia que ai sim aquela tora entrava mais fundo e eu gritava mais ainda, foi uma delicia, e como eu ja disse que estava entrando no clima falei assim:
__vai safado agora deicha eu chupar esse pau sujo de merda vai, agora é minha vez de te limpar.
E fui chupando meu macho, primeiro comecei lambendo a merda que avia escorrido nas cochas dele, e fui subindo ate suas bolas, lambi bastante elas deichando-as limpinhas  e lambi seu cuzinho bem gostoso enfiava a linguinha la dentro e tirava e ele ficava piscando pra mim uma delicia, e fui chupando o pau dele com aquela merda marron e com gosto amargo mas oo tesão falava mais alto e eu cai de boca  mesmo ate ele gozar, e minha boca ficou cheia de porra e merda, uma mistura deliciosa, e eu gozava loucamente me tocando e engolindo esse liquido maravilhoso.
Depois disso eu ainda queria mas e meu namoradinho precisava de uns dois minutos pra se recompor, como o atendente do hotel era muito atraente e eu avia trocado olhares com ele na hora que entrei, falei pro meu namorado, como você não me saciou seu corninho vou ir atras de outro ta. e falei, sabe aquele moço forte da portaria, então vou la me saciar com ele, e ele acenou com a cabeça que podia, como um bom corninho faz, mas eu por mais safado que sou ainda não estava pronta pra dar pra outro , mas poderia fazer outras brincadeiras, então ate o moço do balcão e puchei papo com ele, comoe ra madrugada so estava ele la, e pedi pra entrar pra ver como era do outro lado do balcão e ele deixou, então eu comecei a me esfregar no pau dele e disse to loca pra ver esse pau pulsando na minha boca, ai ele me levou pra um quartinho de dispensa e tirou aquela tora enorme pra fora e mandou eu chupar, e eu obedeci rapidamentee chupei aquela tora que nem cabia  na minah boca ate ele gorzar,e disse xauzinho e fui pro quarto com a boca cheia de porra ainda,segurando pra não engolir,,,,obs:eu tirei foto de tudo pro meu corninho se deliciar, fui pro quarto  cuspi a porra na minha mão, passei no meu cuzinho que ainda estava com um pouco de merda e mandei meu corninho chupar, que logo obedeceu sme reclamar então comecei a fazer um gostoso fio terra nele e ele batendo uma punheta enquanto eu mostrava as fotos pra ele e chamava ele de corninho e contava como foi maravilhoso chupar aquela tora enorme e maior que a dele ate ele gozar de novo e fomos tomar um banho juntos, e ele me disse que foi a melhor transa da vida dele......mal ele sabe o que estou planejando pra semana que vem...rsssssssssss......

3 comentários:

  1. Que conto erotico da hooooora... Ta certinho mina tem ser felizes. parabens a vc"s

    ResponderExcluir
  2. Queria ter uma namorada quinem vc.Bem safadinha S2

    ResponderExcluir
  3. Sou muito afim de uma buceta bem sujinha, daquelas cheia de sebinho igual queijo ralado, amo o cheirinho e o sabor, gosto do cheiro de mulher mesmo depois de alguns dias sem banho, mas a parte da merda tirou um pouco o clima do conto, mesmo assim parabéns pelo conto

    ResponderExcluir